Rádio Nereu Ramos – Eu faço parte dessa história – 2

Eu levava a vida entre meu trabalho na Fábrica de Gaitas Alfredo Hering e a Rádio Nereu Ramos no começo de 1964.Jogava futebol e futebol de salão pelo Guarani e pelo time da fábrica.
Por Edemar Annuseck

Comparecia a  rádio quase todos os dias; comecei a me enturmar com o Álvaro Correa, Ivo Sutter, Alfredo Otto, Virgilio Léo, Nelson Tófano, Jeni Lino, Luis Carlos Gutierrez, Waldir Wandall, Arno Cavilha, Waldir Weingartner, Oswaldo “Ventania” Jacobsen e principalmente com o seo Lazinho e o Osni Jacobsen, diretor de programação da Nereu – uma das vozes mais bonitas do rádio, na época -. Caminhava o ano com Guarani EC, Palmeiras EC e GE Olímpico representando Blumenau no Campeonato Catarinense. Era um campeonato longo que só veio a terminar em 1965 com o Olímpico sagrando-se campeão. Nesse meio tempo pedia ao Ivo Sutter uma chance para narrar; e ele dizia que o Lázinho é quem tinha que liberar.
Numa partida entre Guarani EC e CA São Francisco pelo estadual no campo do Guarani, trabalhei – acho que era o terceiro posto – ao lado de Evelásio Vieira, o Lazinho, o dono da rádio, que estava lá como comentarista. Eu entrava sempre no giro do placar, e quando os gols ocorriam. A partida terminou empatada em três a três.
O comando do Ivo Sutter era no jogo do Olímpico ou do Palmeiras. Mas, deu uma diferença no tempo desse jogo, e  fui chamado para narrar alguns lances. Cada vez que a bola saía pela linha de fundo, chamava a opinião do jogo – e agora a análise do jogo com o Seo Lázinho -. Era pelo respeito que tinha e sempre tive para essa figura maiúscula que transformou a Nereu numa das melhores rádios do estado, nos anos 60 e 70. Encerrada a transmissão, caminhamos em direção ao seu carro, e ao me despedir (eu morava praticamente há 400 metros do estádio) ele me disse : “filho, não me chame de Seo Lázinho, diga apenas Lázinho”. Eu agradeci e disse : “Ok ! Seo Lázinho”

0 respostas

Deixe uma resposta

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *