Os mistérios da Área 51

Publicado em: 04/07/2011

Imagine uma área visitada por extraterrestres, onde até um disco voador teria sido abatido, aviões teriam sido derrubados por forças invisíveis ou desaparecido no espaço com seus pilotos e passageiros. Esse lugar existe e chama-se Área 51. Situada a 133 quilômetros a nordeste de Las Vegas, no Estado de Nevada, nos Estados Unidos, ela é formada por um imenso fundo de lado seco, o Groom Lake, e tem sido utilizada como pista de treinamento e testes de aviões e armas secretas, numa velha base aérea americana.Essa região controvertida é tema de um livro recém-publicado nos Estados Unidos, escrito por Annie Jacobsen, cujo título poderia ser traduzido em português para: Área 51 – Uma História Não Censurada da Base Militar Ultrassecreta da América (Area 51: An Uncensored History of America’s Top Secret Military Base).
No livro, a autora relata histórias de aviões espiões, explosões nucleares, incursões da Força Aérea Americana e as ações da agência de inteligência norte-americana (CIA). Os primeiros fatos estranhos sobre a região foram conhecidos pela primeira vez em 1951, daí o seu nome de Área 51. Quase tudo que havia sido divulgado até há pouco sobre ela eram informações nebulosas ou lendárias.
Mais dúvidas
A autora afirma ter entrevistado dezenas de pessoas, muitas delas anônimas por razões de sigilo militar, teve acesso a relatórios secretos e pesquisou coisas que a Força Aérea Americana jamais permitiu que fossem divulgadas. O livro de Annie Jacobsen parece apenas aumentar os mistérios, pois, na avaliação de alguns críticos, contém muitas imprecisões e poucas provas.
Em tom sensacionalista, o livro talvez agrade apenas àqueles que gostam de histórias de extraterrestres, de objetos voadores não identificados (OVNIs), pois relata diversos casos de aviões que desapareceram naquela região, supostamente levados para o espaço com seus pilotos e passageiros, e outros que teriam sido derrubados por forças invisíveis.
A Área 51 não está aberta à visitação pública. É claro que alguns aventureiros proclamam ter furado todas as barreiras, inclusive a autora do livro. Até o nome dessa área é misterioso, pois tem sido chamada de Dreamland, Paradise Ranch, Home Base, Watertown Strip, Groom Lake e, mais recentemente, Homey Airport.
A foto da Skylab
Em janeiro de 2006, o historiador das atividades espaciais Dwayne A. Day publicou um artigo na revista virtual The Space Review, com o título de Os Astronautas e a Área 51: o Incidente da Skylab. O artigo foi baseado em memorando escrito em 1974 pelos astronautas que viajaram a bordo da estação espacial Skylab 4, encaminhado por um funcionário da Agência Central de Inteligência (CIA) ao diretor daquela instituição, William Colby. O memorando dizia que os astronautas haviam fotografado inadvertidamente uma área sobre a qual havia instruções expressas de que não fosse fotografada.
Pela foto, o diretor da CIA concluiu que se tratava do Groom Lake, tanto assim que escreveu à margem do memorando que para a CIA, “não havia nenhuma região ou outra área tão delicada (para ser fotografada) na face da Terra”. Depois de longa polêmica na cúpula do governo dos EUA, a foto acabou sendo classificada como secreta, com observações para os órgãos de segurança norte-americana.
Muito mistério
Resumo, a seguir, algumas das muitas histórias de objetos voadores não identificados (OVNIs) e teorias conspiratórias que se criaram sobre a Área 51. Entre elas, estão:
1 – O armazenamento, o exame e a engenharia reversa de espaçonaves alienígenas caídas e material supostamente recuperado em Roswell, o estudo de seus ocupantes, capturados vivos ou mortos, e a fabricação de aviões baseada em tecnologia utilizada pelos supostos seres extraterrestres.2 – O primeiro caso de grande repercussão sobre discos voadores, ocorrido em Roswell, em 8 de julho de 1947, quando o assessor de comunicação do campo de aviação do exército daquela cidade do Novo México, Walter Haut, divulgou uma nota à imprensa declarando que o pessoal do grupo de artilharia 509 havia recuperado um disco voador que havia caído numa fazenda nas proximidades de Roswell.3 – Supostos encontros e diálogos com extraterrestes.4 – Desenvolvimento de armas exóticas baseadas em energia (como raios laser) para a Iniciativa de Defesa Estratégica (SDI, na sigla em inglês) e outros programas.5 – O desenvolvimento de meios de controle meteorológico (weather control).6 – O desenvolvimento de viagem no tempo e tecnologias de teletransporte.7 – O desenvolvimento de sistemas de propulsão exóticos e únicos relacionados com Programa Aurora, que reúne um conjunto de projetos internacionais com o objetivo de desenvolver robôs para explorar o sistema solar.8 – Atividades relacionadas com o suposto e obscuro projeto do Governo Mundial (One World Government) ou à organização Majestic 12, nome secreto da comissão de cientistas e líderes militares incumbidos pelo ex-presidente dos EUA, Harry Truman, de investigar a questão dos discos voadores, após o incidente de Roswell.
Embora tudo isso possa ser considerado fantasia, é surpreendente que sejam contadas tantas histórias intrigantes sobre uma pequena região, como a Área 51.

Copyright 2011 – O Estado de S. Paulo – Todos os direitos reservados

 

 

0 respostas

Deixe uma resposta

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *