O canto que encanta

Um dos velhos hábitos dos manezinhos é passear com seus curiós na gaiola pelas ruas, para dar o ‘banho de sol’ e acostumar o pássaro com o movimento. Seu canto, comparado ao som de um violino, é apreciado por moradores da Ilha há décadas. No radiodocumentário Curiópolis – O encanto do curió na Ilha de Santa Catarina, de autoria das estudantes de jornalismo Gabriela Wolff e Samantha Duarte Silva, que será lançado nesta segunda-feira, dia 21, figuras da Ilha e especialistas falam desta tradição que atravessa gerações.
Há registros de que na década de 1950 os passarinheiros saiam com seus curiós para se encontrarem em diversas partes da cidade e assim deram início às disputas de canto. Em 1980, foi criada a Sociedade Amigos do Curió, com o objetivo de congregar os passarinheiros e organizar a atividade. Dez anos mais tarde, a sociedade ganhou a sede na avenida Beira-mar, e foi inaugurado o Curiódromo da Ilha, o primeiro do Brasil. O nome “curiódromo” foi inventado pelo ex-prefeito de Florianópolis, Antônio Henrique Bulcão Vianna, em uma brincadeira que foi aceita pelos sócios. ”Assim como existia cartódromo, velódromo, meu pai pensou em curiódromo, já que o local iria abrigar competições de canto”, conta Toninho Bulcão Vianna, filho do ex-prefeito e um dos personagens do documentário.

Em cada região do país, o pássaro apresenta um dialeto específico de canto. Na região da Grande Florianópolis, o canto de destaque é o Florianópolis ou Catarina, que possui características próprias, como o famoso pandeirinho, de difícil execução. Todos os anos, de setembro a dezembro, os passarinheiros se reúnem para os torneios no Curiódromo. Na disputa do canto Florianópolis, ganha o curió que executar a melodia com mais perfeição, respeitando todas a notas.

O radiodocumentário foi produzido como trabalho de conclusão do curso de jornalismo da Faculdade Estácio da Sá. O trabalho aborda aspectos da criação amadora e comercial de curiós, torneios e legalidade da atividade, além de relatar histórias curiosas do amor entre criadores e seus pássaros. “Por sermos naturais de Florianópolis, quisemos retratar algo típico da cultura da nossa cidade e que não é muito divulgado”, contam as acadêmicas.  Foram gravadas mais de 30 horas de entrevistas com criadores, ornitólogos e figuras da llha, como o radialista esportivo Miguel Livramento, que faz questão de divulgar o seu amor por pássaros.

Serviço:

Curiópolis- O encanto da curió na Ilha de Santa Catarina
Data: 21/06/2010
Horário: 21h30
Local: Faculdade Estácio de Sá – Rua Leoberto Leal, 431 Barreiro / São José
Estúdio de rádio

Contatos
*Gabriela Wolff (48) 9957 6064 / 3028 4670
[email protected]
*Samantha Duarte Silva
[email protected] (48) 99670508 / 3233 0425

0 respostas

Deixe uma resposta

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *