Impressão 3D começa a decolar no mundo

MILTON – Bom dia, Ethevaldo, como vai?

ETHEVALDO: Bom dia, Milton, bom dia, ouvintes. Tudo ótimo.

MILTON – Ethevaldo, hoje é sexta-feira, dia de falarmos sobre o futuro e você prometeu falar sobre o futuro da impressão 3D até 2020.

ETHEVALDO: Vamos lá, Milton. A Impressão 3D – é uma das várias tendências previstas para os próximos 10 anos. Impressão 3D nos permite produzir objetos complexos por deposição de material, segundo um modelo virtual, sob controle no computador, em um processo chamado também de prototipagem rápida.

Esses sistemas de impressão 3D estão chegando à nossa mesa de trabalho ou desktop. Com ele criamos e fabricamos em casa objetos sofisticados, esculturas, peças, calçados, máquinas e aparelhos eletrônicos, entre outros.

MILTON – E que impacto terá essa tecnologia?

ETHEVALDO – A impressão 3D já está fazendo uma revolução comparável à dos computadores pessoais, Milton. Com ela, milhares de pessoas passam a fabricar ou produzir ampla variedade de objetos, peças ou produtos, de forma muito mais econômica, com tecnologia mais acessível, em tempo recorde.

MILTON – Isso significa que em breve poderemos comprar sistemas de impressão 3D de uso doméstico?

ETHEVALDO – A rigor, já podemos comprar até alguns sistemas mais simples, a partir de R$ 3 mil. Mas os sistemas profissionais mais avançados podem custar até R$ 1 milhão ou muito mais.

MILTON – E como será a impressão 3D em 2020?

ETHEVALDO – Os estudiosos do futuro preveem que nesse horizonte, a impressão 3D atingirá um grau de evolução muito mais avançado e poderá transformar a economia, os processos de fabricação, o transporte, a educação, os sistemas de defesa e diversos produtos médicos e ortopédicos.

MILTON – Até segunda.

0 respostas

Deixe uma resposta

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *