Glênio surpreendido com festa no aniversário de 80 anos

Dia 24/10/2007, os amigos de Glênio Reis reuniram-se no Restaurante Vitrine Gaúcha, do DC Navegantes, para oferecer um jantar e festa surpresa, homenageando-o pela passagem dos 80 anos de idade completados nesta data.
Por José Alberto de Souza

Presentes sua esposa Dª. Anésia, as filhas Ellen e Rosy e mais a neta Carolina, além de outras pessoas de sua relação, o evento chegou a contar perto de 60 adesões.
Alimentado o corpo, partiu-se para suprir a alma, iniciando-se as apresentações da noite com uma rodada de choro e samba pelo regional composto por Plauto Cruz (flauta), Darcy Alves (violão), Luiz Fonseca (cavaco), Soleno Almeida (pandeiro) e Marcelo Machado (surdo).
Conduzido pelo mestre de cerimônias, Guilherme Braga, sucedeu-se um desfile de canarinhos, entre os quais Agomar Martins, Ana Maria Bolzoni, Antonyo Rycardo e Celso Campos, além dos veteranos cantores do rádio Edgar Pozzer, Maria Helena Andrade, Roberto Gianoni, Ruth Regina e o próprio apresentador.
Também foram chamados ao palco o folclorista Paixão Cortes e o declamador Valdir Justi, que após deram lugar para Moisés Machado (violão e voz), Francisco Pedroso (cavaco) e Marcelo Machado (percussão) fazerem sua performance sambista.
Ato contínuo foi a vez do produtor de discos Ayrton dos Anjos, o Patinete, colocar em campo a sua turma de gaudérios, Chana, Erlon Péricles, Cristiano Quevedo e Pisrisca Grieco, com cantos e declamações dos pagos.
Coube ao afamado cantor nativista Dante Ramon Ledesma encerrar a noitada com o seu mini-show.
Registre-se também a presença dos instrumentistas Ari Maia e Marco Farias, das cantoras Ana Paula e Helena, e de vários familiares e acompanhantes dos convidados e mais os comendadores Rutinha e Guilherme, Rosa e Boccanera, Rosana e Ayrton, Gislaine e José Alberto, responsáveis pela organização da festa.
Alex Hohenbergger, diretor artístico da USA Discos, foi inspirador dessas homenagens quando chamou-nos a atenção de que essa data não poderia passar em brancas nuvens.
Ao final, o jubilado Glênio Reis declarou-nos que, nem de leve, imaginava ser surpreendido com essa festa e mais ainda a dupla satisfação de ouvir depoimentos dos artistas presentes, reconhecendo a importância que representou para suas carreiras.
Tem mais Glênio Reis na correspondência do José Alberto na seção Alô, alô. Clique aqui.
 


{moscomment}

0 respostas

Deixe uma resposta

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *