Salimen Júnior, o animador-galã

Publicado em: 19/10/2005

Uma das revelações do prêmio Melhores do Rádio, em 1955, José Salimen Júnior destaca-se, na segunda metade da década de 50, como ator nas novelas da PRH-2, repetindo o sucesso já verificado no seu início de carreira em Pelotas. Por Luiz Artur Ferraretto Luiz Artur FerrarettoNasceu e cresceu ouvindo rádio e as histórias do rádio. […]

Otávio Gadret e a segmentação no rádio do Rio Grande do Sul

Publicado em: 11/10/2005

Quando adquire, de forma quase singela, a sua primeira emissora, no início dos anos 70, Otávio Gadret, aos 22 anos, não pode ser considerado um total neófito em rádio, veículo com o qual mantém contato desde o final da década de 50. Nesta época, aos 11 anos de idade, é um dos apresentadores-mirins, junto com […]

Emilinha Borba

Publicado em: 05/10/2005

As pessoas só morrem quando a gente esquece delas. O ditado popular, na sua infinita sabedoria, é o primeiro pensamento que me ocorre quando os jornais noticiam, as tevês mostram, o rádio emudece e nós choramos quando o corpo da cantora está sendo sepultado. Por Antunes Severo No caso de Emilinha, com tanto carinho acumulado […]

O futebol das tardes de domingo na Rádio Guaíba dos anos 70

Publicado em: 02/10/2005

A voz de dicção perfeita de Armindo Antônio Ranzolin, de qualidades profissionais acentuadas pela precisa narração lance a lance, fica suspensa no ar quando o plantão de estúdio interrompe de forma quase peremptória: – Tem gol, Ranzolin! – Onde, Antônio Augusto? Por Luiz Artur Ferraretto Luiz Artur FerrarettoNasceu e cresceu ouvindo rádio e as histórias […]

Os Sonhadores – Acy Cabral Teive

Publicado em: 20/09/2005

O maior tempo de permanência de um profissional no rádio de Florianópolis é de Acy Cabral Teive. Começa redigindo notas para o programa esportivo do serviço de alto falantes que deu origem à Rádio Guarujá em 1943 e se aposenta no final dos anos de 1990 na condição de diretor geral da emissora pioneira de […]

Mário Lago fala da origem do samba e da música Amélia

Publicado em: 20/09/2005

Mário transitava bem em todos os gêneros musicais, mas dedicava ao Samba carinho especial e dizia que o brasileiro tinha vergonha de admitir que o Samba nasceu na zona de prostituição do Rio de Janeiro. No livro Mário Lago, Boemia e Política, estão registradas as 105 músicas que foram escritas por Mário Lago. Sambas, marchas, boleros, […]

Ivo Serrão Vieira: pioneiro de dois estados

Publicado em: 15/09/2005

– Alemão, barriga de cachorra velha, desgraçado! Vem cá, alemão, vem cá! Vem aqui falar com o campeão, vem! Vem cá, alemão! Olha lá que ele tá com as bochechas que chega a tá tremendo, minha mãe do céu! Vem cá! Vem cá, alemãozinho. Chega aqui perto! Que cara é essa? Não vai chorar na […]

Mário Lago defende uma linguagem simples para o Rádio

Publicado em: 07/09/2005

Durante grande parte dos anos 40, um dos temas mais discutidos entre os profissionais de rádio era como deveria ser a linguagem do meio. Por Chico SocorroLembrando que grande parte dos profissionais vinham do teatro, Mário se opunha a uma linguagem rebuscada, sofisticada. E havia também a questão do Index, com  expressões que não poderiam […]

Mario Lago, um ícone do rádio brasileiro

Publicado em: 22/08/2005

Na história artística do País existem raras figuras como Mário Lago. Carioca, nascido em 26 de novembro de 1911, Mário Lago exerceu no rádio várias funções: locutor, ator, adaptador de textos e novelista. Para se ter uma idéia da paixão de Mário Lago pelo rádio, basta citar um comentário de sua esposa Zeli. Devido ao […]

Mário Lago, aquele que amava o rádio de paixão

Publicado em: 15/08/2005

“O rádio permitia exercícios de imaginação. Chegava como uma voz envolta em mistérios. As meninas davam aos galãs o tipo físico que elas gostariam. O jardim de que estavam falando era o jardim que a gente gostaria de ter, a casa era a de nossos sonhos, com as flores de nossa preferência. Tudo no rádio […]