Além do Charme

No inicio elas nem apareciam nos telejornais. Eles dominavam esses espaços da programação de TV, sem dar chance para o talento feminino.

O Jornal Nacional, durante muito tempo foi apresentados por dois homens; Sérgio Chapelin e Cid Moreira .Mais tarde elas foram ganhando pequenos espaços, primeiramente aparecendo com coadjuvantes nos programas, lendo algumas notas e sorrindo para transmitir simpatia.

O tempo foi passando, a TV se modernizando, as mulheres ocupando grandes espaços no mercado de trabalho, e eis que na telinha elas começam a conquistar lugares nunca antes sonhados; âncoras dos grandes telejornais.

O Jornal Nacional ganhou a simpatia e talento de Renata Vasconcelos, uma das melhores apresentadoras de telejornais do pais. Em São Paulo,. Monalisa sorri, um sorriso aberto bem diferente da Gioconda de Leonardo. De excelente repórter foi transformada rapidamente em ótima apresentadora.

O Jornal da Band colocou ao lado de seu festejado âncora, com pouco cabelo e muita inteligência, um morena bonita, charmosa, talentosa , enriquecendo com sua bela presença e boa voz, o jornal que tem nos comentários de seu ancora, uma de suas melhores qualidades.

A Record mantém num de seus principais jornais, duas mulheres apresentando com segurança, tranquilidade, provando que os antigos chefes de setor na TV , estavam totalmente errados quando deixaram de lado o talento feminino, que nesse tempo, quando muito aparecia nos intervalos comerciais como “Garota Propaganda”. A presença da mulher no telejornais acrescentou, além de mais beleza, talento e credibilidade.

0 respostas

Deixe uma resposta

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *